Alguns cuidados que Você deve ter com os medicamentos manipulados

Ao receber sua fórmula, confira o rótulo com a receita médica e ao utilizar o medicamento siga sempre a orientação de um médico;

O medicamento manipulado é personalizado (feito sob medida para você), não permita que outras pessoas o utilizem;

O medicamento deve sempre ser manuseado com as mãos limpas, e o recipiente deve ficar aberto o menor tempo possível;

Medicamentos x Bebidas Alcoólicas: O uso concomitante de bebidas alcoólicas com medicamentos pode ocasionar efeitos imprevisíveis, indesejáveis e perigosos. Quando utilizar medicamentos, é melhor evitar bebidas alcoólicas. Não menospreze os perigos dessa associação;

Uso de medicamento no trânsito ou no trabalho: Alguns medicamentos, podem afetar a coordenação motora, os reflexos, o auto controle, a percepção ou senso de perigo. Informe-se com seu médico se o medicamento que você fará uso produzira danos as suas atividades psicomotoras. Profissionais que trabalham com máquinas perigosas também devem se informar sobre os possíveis efeitos da medição que farão uso;

Fórmulas de uso interno na forma de cápsula: por motivos técnicos algumas formulações precisam ser desmembradas em 2 ou mais cápsulas, pois as dosagens prescritas pelo médico ultrapassam a capacidade máxima da maior cápsula;

Se for um produto de uso externo acondicionado em pote, deve-se utilizar a espátula que o acompanha para manuseá-lo, evitando o contato direto com as mãos. Além disso sempre lave a espátula antes e depois de utilizá-la;

Algumas matérias-primas tem como característica própria, forte odor, sendo assim, algumas assim, algumas formulações podem ficar com o odor característico da matéria-prima. A em outra ocasião em cápsula de cor diferente, não alterando porém a ação medicamentosa do princípio ativo;

Deve-se verifica sempre o prazo de validade constante do rótulo do medicamento. Nunca tome medicamentos com o prazo de validade vencido;

Qualquer medicamento pode apresentar reações diversas inesperadas. Caso ocorra alguma reação desagradável após o inicio do tratamento, o mesmo deve ser interrompido e o médico ou o farmacêutico deve ser comunicado imediatamente para que as providências necessárias sejam tomadas;

O medicamento deve ser mantido em sua embalagem original, fechada e em local fresco;

Mantenha sempre o medicamento fora do alcance de crianças;

Em caso de alteração de cor, odor, consistência ou sabor, procure o farmacêutico para esclarecimento.

Os medicamentos que são controlados pela Portaria 344/98, do Ministério da Saúde, somente podem ser manipulados mediante a receita e/ou notificação colorida (azul ou amarela) expedida pelo médico ou dentista, que fica retida na farmácia. Para manipular esse tipo de medicamento, a farmácia deve possuir uma licença especial concedida pelo Ministério da Saúde. A cada vez que for manda manipular um medicamento controlado você deverá uma nova receita e/ou notificação. O rótulo do produto deve ir acompanhado de uma etiqueta vermelha, preta ou branca, conforme a classe terapêutica a que pertença o seu medicamento. Todas as receitas têm validade de apenas 1 mês após a data da prescrição, portanto após este prazo elas não poderão ser aviadas.

Não compre produtos manipulados em consultórios médicos, clínicas de estética, SPAs ou academias. O estabelecimento oficial e legal para venda desses produtos é a farmácia. Somente na farmácia você contará com a assistência farmacêutica necessária, prestada pelo profissional farmacêutico responsável pelo preparo do seu produto.

Recuse receitas em códigos, com siglas ou nomes comerciais desconhecidos, como “Fórmula G-79”, “Cápsulas Vitamínicas”,”Cápsulas Anti-Radicais Livres”, etc. Você tem o direito de saber o que irá consumir e escolher onde adquirir seus medicamentos.

A receita médica tem de ser legível para você e para quem vai avaliá-la, caso contrário, poderá induzir erros. Portanto, você deve recusar a receita que não consegue ler.

Caso a medição prescrita para você seja de uso contínuo e não contenha substância sujeita a controle do Ministério da Saúde, solicite ao seu médico que faça constar em sua receita uma das expressões: “Uso Contínuo”, “Tratamento por x meses” ou “Repetir x vezes”.